Não Passei. Por quê?!

“É uma das piores sensações. Às vezes, a gente se sente preparada, acha que tem condições de passar e, quando chega o resultado, não conseguiu.

Dá raiva, medo, sentimento de rejeição e impotência. Inveja de quem passou. Vem à tona o nosso lado mais sombrio. Não se cobre. Deixe essas emoções fluírem. Chore, grite, encolha-se até que elas se acalmem. Isso pode levar alguns dias.

Depois, acenda uma luz dentro de você e lembre que perdeu somente uma batalha de uma guerra com várias oportunidades…”

___________________________________________________________________

Capa_Edit

Você também já passou por isso?

Este é um trecho do meu livro em que comento um dos momentos mais difíceis na maratona de um concurseiro.

Depois de aprovada, eu decidi compartilhar a minha trajetória, porque percebi que as dificuldades que eu precisei enfrentar eram muito parecidas com as de outras pessoas, e que muita gente desistia no meio do caminho porque achava que jamais conseguiria.

Então eu precisava mostrar pra todo mundo que quem vence são pessoas comuns, que seguiram em frente apesar das pedras do caminho.

Para mais detalhes, conheça o livro “Como vencer a maratona dos Concursos Públicos” , escrito para inspirar a sua vitória.

____________________________________________________________________________

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1 : ”Saiba o significado de 10 termos muito usados em concursos”

qui 20 fev/2014

Erros Públicos 06

Conseguiu encontrar o erro de nosso último desafio?

Erros Públicos 05

Correção:

erros publico 05

Não é permitido duas pessoas comerem no mesmo prato.

E vamos ao Erros Públicos 06:

Aluga-se

Nos encontramos na próxima semana para a correção.

qua 19 fev/2014

Lia Salgado no G1 – 18/02/2014

Saiba o significado de 10 termos muito usados em concursos

G1 18-02-2014Com a quantidade de concursos que saíram neste início de ano, é importante entender bem o que dizem os editais, para saber escolher.

Assim, como há também muitos candidatos “de primeira viagem” que estão começando a estudar para concursos agora, listei 10 expressões muito usadas:

Confira a matéria clicando aqui

____________________________________

ter 18 fev/2014

Dicas de Filmes 05 – O Lado Bom da Vida

Salve, salve, Concurseiros!

E então, ficaram muito chocados com a dica da sexta feira passada? Pois é, Drive realmente é um filme um tanto quanto visceral. Indiquei para uma prima minha e ela ficou uns dois dias sem dormir direito, acreditam?!

Então, para contrabalançar a coluna da última semana, a indicação de hoje será bem mais “digestiva”. Vamos?!

lado_bom_da_vida

O Lado Bom da Vida

Sinopse: 

Após passar um período em uma instituição para pessoas com problemas mentais devido a um ataque de nervos, o professor Pat Solitano (Bradley Cooper) vai morar na casa de seus pais. Mesmo demonstrando que está longe de ser uma pessoa equilibrada e com uma família completamente desajustada, Pat se mostra determinado a colocar sua vida ‘nos eixos’ para que sua ex-mulher o aceite de volta. No entanto, quando recebe o convite para jantar com um casal de amigos, Pat vê sua vida mudar quando conhece alguém mais desajustado que ele.

Indicado para:

Quem quer ver um filme tranquilo, relaxante.

Diálogos confusos, pessoas falando ao mesmo tempo, atitudes inesperadas dos personagens: assim se constrói esse filme. O Lado Bom da Vida é o tipo de longa metragem que você pode assistir sem muito compromisso, bem relaxado e, mesmo assim é possível se surpreender com o final da história. Acho que a obra não se leva tão a sério e por isso acaba ganhando um grande mérito. Prefiro filmes desse tipo aos que se propõe a ser uma grande obra de arte e acabam não atingindo o objetivo.

Fica o destaque aqui para a excelente atuação da (linda) Jennifer Lawrence. Com carisma, simpatia e apresentando um excelente trabalho, ela mostra porque é considerada uma das atrizes mais requisitadas da atualidade.

Ficha Técnica

Título Original: Silver Linings Playbook

Origem: EUA, 2012

Duração: 122 minutos

Direção:  David O. Russell

Roteiro:  David O. Russell

Elenco: Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Chris Tucker

Pedro_MeloPedro Melo é produtor e cinéfilo.

 

 

 

_

sex 14 fev/2014

Serviço público é para gênios

Em 1900, aos 21 anos de idade, Einstein recebeu seu diploma universitário. Ansioso por iniciar sua carreira como físico, no entanto, foi difícil encontrar trabalho. Após dois anos procurando, Einstein aceitou um posto relativamente modesto no escritório de patentes de Berna, na Suíça. Contente com a renda do trabalho estável analisando pedidos de patentes – e ainda com tempo disponível para pensar sobre física após o expediente – Einstein se acostumou a uma rotina confortável. Caminhava todos os dias até o trabalho pelas ruas de Berna, cidade famosa pela arquitetura medieval e suas belas torres de relógio.

einstein_530

Isso parece familiar para você? Pois é. O texto acima estava em um cartaz, numa exposição sobre Einstein, no Museu Histórico Nacional – RJ. Levei um susto, porque parecia fala minha, retirada de alguma palestra. Então, assim como nós, ninguém menos do que Einstein também optou pela segurança de um emprego público, lá pelos idos de 1900. E isso foi o suporte necessário para que pudesse seguir com suas pesquisas, que não só revolucionaram o conhecimento da época, como norteiam até hoje os passos de nossos cientistas.

Acredito que depois disso não há razão para qualquer crise existencial quanto a fazer ou não concurso. Afinal, estamos falando da possibilidade de ingressar na administração pública na sua área de formação, unindo, mesmo, o útil ao agradável. Veja, ninguém melhor do que um cientista nato como Einstein para analisar pedidos de patentes. Ganhou o escritório de patentes. Ganhou ele com a serenidade conquistada. Ganhou toda a humanidade com os resultados do trabalho de toda uma vida do físico.

Aproveito o fato para comentar esse importante viés da carreira pública -preparar-se para concursos relativos à sua profissão. Talvez a quantidade de oportunidades seja menor, mas largamente compensada por outras peculiaridades.

A esse respeito, observo que os concursos para vagas que exigem formação específica são muito interessantes, inclusive porque são menos concorridos e os candidatos, menos experientes. O que quero dizer é que não são concurseiros que estudam durante anos, muitas vezes sofrendo reprovações e seguindo em frente, obtendo uma profundidade nos conteúdos e uma maturidade na resolução de provas difícil de superar -só mesmo com bastante tempo de estrada. Já os cargos específicos -sejam eles para engenheiros, contadores, psicólogos, biólogos, etc.- são para profissionais das respectivas áreas, que decidiram ingressar na carreira pública. As matérias cobradas são principalmente as disciplinas de formação, da faculdade. Os candidatos são recém-formados ou pessoas que, assim como Einstein, encontraram dificuldades em se colocar no mercado privado ou, até, conseguiram uma posição, mas o salário e a qualidade de vida não eram muito compensadores. Existem excelentes concursos, com boas remunerações, a segurança do serviço público e, neste caso, a vantagem adicional de poder trabalhar na área de interesse.

Mas é preciso ficar atento porque tais concursos muitas vezes não têm a mesma exposição na mídia que os “genéricos”. Por isso, se você tem interesse no assunto, precisa se especializar em pesquisa na Internet, para começar a conhecer quais órgãos costumam oferecer vagas, periodicidade em que isso acontece e -o mais importante para a sua preparação –quais matérias e conteúdos costumam ser cobrados. Assim, poderá fazer uma preparação de qualidade -como a de um concurseiro- e a aprovação será certa.

Vale lembrar que você pode, e deve, iniciar os estudos mesmo enquanto estiver cursando a faculdade. Isso vai permitir uma aprovação mais rápida, tão logo obtenha o diploma. Além disso, pode até participar de concursos quando estiver perto de se formar, porque a comprovação da escolaridade só é necessária no momento da posse. Uma outra vantagem de iniciar os estudos para o concurso durante a faculdade é que uma coisa vai alavancar a outra, numa maravilhosa sinergia.

Então, bons estudos! Afinal, estamos muito bem acompanhados na nossa escolha…

____________________________________________________________________________

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1 (em vídeo) : ”Saiba como não perder o foco durante a preparação para concursos”

● Nova edição do meu livro – Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos – à venda na Saraiva

 

qui 13 fev/2014

Erros Públicos 05

Conseguiu encontrar o erro de nosso último desafio?

Erros Públicos 04

Diretoria

 

 

 

 

 

Correção:

Negocie diretamente com a diretoria na sede da construtora.

 

E vamos ao Erros Públicos 05:

erros publico 05

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos encontramos na próxima semana para a correção.

 

qua 12 fev/2014

Lia Salgado no G1 – 11/02/2014

Saiba como não perder o foco durante a preparação para concursos

G1 11-02-2014Na coluna de vídeo desta semana, a especialista em concursos Lia Salgado responde perguntas dos internautas sobre como manter o foco em uma área de atuação durante a preparação para concursos públicos.

Veja o vídeo clicando aqui

____________________________________

ter 11 fev/2014

Dicas de Filmes 04 – Drive

Salve, salve, Concurseiros!

Desde que comecei a escrever minha coluna, alguns amigos (até alguns fora do mundo dos concursos) começaram a acompanhar minhas dicas semanais. Em meu último post, alguns destes me procuraram e questionaram o porque eu estava indicando apenas filmes ‘água com açúcar’. Expliquei que era pelo fato das sugestões serem uma espécie de relaxamento expresso para a já tão atribulada vida de um concurseiro. No entanto, refleti sobre o assunto e, como bom cinéfilo que sou decidi começar a mesclar dicas de filmes ‘lights’ com alguns mais ‘cults’ e até mesmo mais pesados.

Sendo assim, a indicação dessa semana será sobre o melhor filme que saiu nos últimos anos: Drive!

Drive_Edit

Drive

Sinopse: 

O filme conta a história de um motorista, dublê de Hollywood, (Ryan Gosling) que nas horas vagas atua como piloto de fuga para bandidos do submundo de Los Angeles. Após conhecer sua vizinha Irene (Carey Mulligan) e ajudar sua família a se livrar de uma situação complicada, o motorista se vê perseguido pelos maiores mafiosos da cidade.

Indicado para:

Quem ‘tem estômago’ (algumas cenas são bem violentas) e está procurando um excelente filme

Este é mais um filme pouco conhecido mas que considero um dos melhores que já vi. Quando se deparar com a sinopse, você pode achar que é mais uma produção hollywoodiana ‘besta’. Mas não se engane, Drive é um filmaço! O que importa é como sua história é contada e não ela em si. Atuações brilhantes (já disse aqui que considero Ryan Gosling o melhor de sua geração), fotografia ideal, direção impecável e uma trilha sonora que se encaixa perfeitamente na estética anos 80 do filme.  Mesmo o espectador menos comprometido irá perceber que é um filme único. Os ângulos de câmera, a narrativa e as cenas com cortes longos ajudam a criar uma atmosfera de perder o fôlego, seja nas cenas de romance ou nos momentos mais violentos. Sua linguagem poética e cheia de camadas também é um prato cheio para quem gosta de tirar de um filme algo a mais do que apenas aquilo que está sendo mostrado em tela.

Bem, poderia discorrer em mais dezenas de linhas sobre como e porque Drive é tão bom. No entanto, correria o risco de começar a parecer chato e perder leitores de minha coluna… Vai aqui então meu argumento final: o filme foi exibido no aclamado festival de Cannes e, ao término de sua apresentação, foi ovacionado de pé por toda a platéia presente durante mais de 15 minutos.

Ficha Técnica

Título Original: Drive

Origem: EUA, 2011

Duração: 95 minutos

Direção:  Nicolas Winding

Roteiro:  Hossein Amini

Elenco: Ryan Gosling, Christina Hendricks, Ron Perlman, Bryan Cranston, Carey Mulligan, Oscar Isaac, Albert Brooks

Pedro_Melo

Pedro Melo é produtor e cinéfilo.

sex 07 fev/2014

Erros Públicos 04

Você consegue se lembrar do nosso último desafio? Eu sei, faz tempo… Mas agora destacamos uma equipe para cuidar dos ‘posts’ de língua portuguesa e, semanalmente, traremos novos erros encontrados em nosso dia a dia. Aqui vai a imagem do último para que possa se recordar:

Erros Públicos 03

03E então, conseguiu localizar o erro? Vamos à correção:

Basta um telefonema para ter todos os produtos de que você precisa em casa. 

Então vamos ao Erros Públicos 04:

Diretoria

Nos encontramos na próxima semana para a correção.

qua 05 fev/2014

Continuidade nos Treinos

Caros leitores, para quem está acompanhando a série de artigos publicado no site da Lia Salgado, sabe que este artigo falaria sobre “adaptação e as provas de barra e flexão de cotovelo”

Entretanto, com as condições climáticas que vêm se apresentando, fui obrigado a falar sobre “Continuidade nos treinos” com objetivo de manter a adesão de todos no projeto ‘Eu vou passar no TAF’.

continuidadeApós a adaptação, tudo se torna mais fácil, pois o organismo já se ajustou fisiologicamente (homeostase) aos estresses impostos na sua rotina de treino. Agora, é a hora de trabalhar com variedades de exercícios, objetivando especificidade, para não deixar cair na rotina e consequentemente não desanimar. Aliás, entendo que uma das principais causas de evasão aos treinos é a rotina maçante de atividades. Sabemos que apenas 2% da população mundial fazem atividade física por livre e espontânea vontade, os 98% são por motivo de saúde (indicação médica); inserção na sociedade (imposição da sociedade ao corpo perfeito) e no nosso caso, passar no teste de aptidão física (caráter eliminatório).

A continuidade é importante, pois assim, o professor pode de forma metódica, lenta e progressiva aumentar a carga de treinamento. Por este motivo, não é recomendável que o atleta fique mais de 48 horas sem praticar atividade física. Caso isso ocorra, o professor terá que retornar os índices do último treino.

A continuidade nas atividades torna os exercícios que antes eram um tormento para os concurseiros em uma atividade prazerosa, me arrisco até em dizer que ficarás viciado na pratica da atividade física, pois a pratica regular produz diversos hormônios que nos dão uma sensação de prazer e bem-estar. Um deles e mais conhecido é a endorfina.

Nos dias atuais, temos percebido altas temperaturas, o que nos desmotiva a treinar, sendo assim, torna-se importante persistir, mas com cautela. Usar protetor solar, roupas esportivas leves e claras, boné e óculos escuros minimizarão os efeitos nocivos ao atleta. Outra atitude que não poderá ser negligenciada é a hidratação, beba água para evitar que a temperatura corporal seja elevada.

Concluo com a promessa que no próximo artigo falarei sobre adaptação e as provas de barra e flexão de cotovelo prometido no passado.

Forte abraço, desejando bons estudos e bons treinos.

Elon JuniorElon Junior é subtenente do CBMERJ, Coach Físico para Concursos, palestrante e autor do livro “Preparação Física para Concursos”

www.facebook.com/elonjuniorprofessor

ter 28 jan/2014