Para um maratonista, preparação de atleta

Beaty Marathon

 

Desde que fui aprovada como Fiscal de Rendas do município do Rio de Janeiro e passei a escrever sobre concursos públicos, acho que a melhor analogia para a situação do concurseiro é a maratona; daí o nome do meu livro.

Claro, porque estamos falando de um projeto que requer preparação, treinamento contínuo, resistência e continuidade para alcançar o êxito. Não é necessário, nem indicado, que se imprima velocidade exagerada: ao contrário, isto poderia tirar o atleta da pista com uma lesão ou, o mais certo, por exaustão. Afinal, não são 100 metros rasos, mas 42 quilômetros. No caso do concurso, são meses – ou até anos – de preparação e isso precisa ser feito com equilíbrio.

Então, assim como alguém sedentário que decide tornar-se um maratonista, inicie o seu condicionamento aos poucos, intensificando o treino (o tempo de estudo) com o passar do tempo.

Tenha muito cuidado com a saúde, porque atleta doente não corre maratona. O sono, a alimentação, a atividade física regular e, até, o lazer são importantes para que se garantam bons resultados.

No caso do concurseiro, o sono interfere na memorização dos conteúdos. O cérebro precisa de 6 a 8 horas de sono para “gravar na HD” tudo o que estudamos durante o dia. Isso significa que é uma bobagem “virar a noite” estudando. Estaremos cansados no dia seguinte e o resultado do esforço será nulo. Mais uma vez, é preciso ter equilíbrio nas atitudes.

A atividade física melhora a oxigenação do cérebro, além de baixar os níveis de stress. É preciso incluir ao menos uma caminhada (40 minutos, 3 vezes por semana) na sua preparação. Se você praticava algum esporte, retome, se frequenta academia, mantenha. Não é hora de exageros, recordes ou de obter o “corpo dos sonhos” (deixe isso para depois que for aprovado no concurso), mas é fundamental cuidar da saúde e bem-estar do corpo, para que ele não venha a sabotar você na hora em que mais precisar dele. Seu corpo agradecerá devolvendo concentração, disposição e reduzindo o stress (que, além de muito desagradável, consome preciosa energia que poderia ser usada no estudo). Experimente e observe a mudança no rendimento.

Já o tempo de lazer é necessário para que possamos manter a qualidade do estudo durante toda a semana, em todas as semanas, até a prova. Então, reserve um tempo para ser feliz. Isso é combustível para a empreitada da semana. Acredite! E é o que vai garantir a continuidade da sua maratona até a conquista da vaga, independentemente do tempo necessário para isto acontecer.

Por outro lado, não se exija resultados imediatos. Como em qualquer preparação física, é a repetição e a continuidade que produzirão resultados. Para isso, é necessário algum tempo.

Importante, também, criar uma rotina de treinamento. Planeje os dias, o horário e as tarefas para o mês. Ou seja, defina dias e horários de estudo, e as matérias a serem examinadas a cada dia. Assim, fica mais fácil cumprir a estratégia traçada e seguir aprimorando o conhecimento continua e ininterruptamente.

Além disso, gostaria de lembrar que, quando você se senta para estudar, é um atleta entrando em campo. Faça isso com disposição e alegria para ser bem sucedido. Se esse é o caminho escolhido para conquistar o que você está buscando: uma vida nova, com muito mais qualidade (e dinheiro, claro!), adote uma postura compatível com a importância do projeto.

O conhecimento precisa de sucessivas repetições para ser assimilado. Como um atleta, você repetirá o treino inúmeras vezes (é… tantas assim), ou seja, você irá do início ao fim da matéria várias vezes. A sedimentação acontecerá de forma progressiva, e a memorização, naturalmente. Mas é muito importante compreender os conteúdos; caso contrário, não haverá como gravá-los.

É importante, ainda, tornar o estudo algo dinâmico, já que a monotonia leva ao tédio, ao sono e ao desinteresse. Ler em voz alta, fazer exercícios com consulta à teoria e sintetizar a matéria em quadros e esquemas (fichas-resumo) são maneiras de tornar o estudo mais atraente.

Durante toda a trajetória, seja um bom treinador para você mesmo. Reconheça as dificuldades, sem se “agarrar” a elas. Veja a melhor estratégia para superá-las. Seja compreensivo com esse maratonista nas horas em que ele estiver sofrido, e encoraje-o nos momentos de cansaço.

Como você pode observar, é o equilíbrio que garantirá a continuidade do seu trabalho, e é essa continuidade que o levará à aprovação. O estudo deve passar a fazer parte da sua vida como atividade prioritária, é verdade, mas que não o impeça de viver. Corpo, mente, emocional e, até, espiritual, devem estar em harmonia, como seus aliados. Isso garantirá a sua vitória.

____________________________________________________________________________

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1 (em vídeo) : “Veja como utilizar técnicas de estudo durante a preparação para concursos”

● Nova edição do meu livro – Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos – à venda na Saraiva

qua 14 ago/2013