Tag: estratégia

É possível fazer concurso de nível superior antes de ter diploma?

Na coluna de vídeo desta semana, a especialista Lia Salgado fala sobre a possibilidade de fazer concurso de nível superior antes de ter o diploma. A colunista também fala sobre o que os candidatos que não têm graduação podem fazer caso sejam aprovados em concursos de nível superior.

“As comprovações de requisito para ocupar o cargo só são obrigatórias no momento da posse ou contratação, exatamente porque são requisitos para ocupar o cargo. Assim, nada impede que o candidato preste concurso para nível superior antes de ter concluído a faculdade. Mas é importante observar a partir de que momento isso pode ser vantajoso ou somente perda de tempo”, afirma Lia.

Confira a matéria e assista ao vídeo clicando aqui

_

ter 07 fev/2017

Uma matéria por vez ou todas juntas?

Engraçado como tanta gente acha que seria melhor estudar uma disciplina até o fim, para somente depois passar para outra, e assim por diante.

Se pensarmos que os concursos mais simples cobram algo em torno de cinco matérias, e os mais complexos algo como vinte disciplinas diferentes, seria viável a estratégia de estudar uma por vez? Penso que seriam necessárias, minimamente, duas semanas para as matérias mais simples. Avaliando um concurso com poucas disciplinas, ao fim de alguns meses ainda teríamos segurança no conteúdo dos primeiros assuntos estudados.

Gosto de usar a analogia de que as matérias seriam um time de jogadores. No caso acima, estaríamos treinando um jogador até que ele estivesse muito bem, em técnica e preparo físico. Daí, colocaríamos o sujeito sentado no banco, enquanto treinávamos os outros. Parece claro que a boa forma obtida estaria absolutamente comprometida quando voltássemos a nos interessar por ele.

O mesmo acontece com o nosso cérebro, ainda mais com conteúdos muito novos. Falamos fluentemente a nossa língua porque a exercitamos todos os dias – falando, ouvindo, lendo, escrevendo, pensando. É comum aprendermos uma segunda língua e, quando não a utilizamos regularmente, perdermos completamente a fluência e o vocabulário após a conclusão do curso.

Acredito que podemos concluir que a melhor estratégia é treinar todos os jogadores simultaneamente, reservando tempo para cada um na semana ou quinzena. Vale dar mais atenção aos “piores jogadores” – ou seja, reservar mais tempo de estudo para as matérias em que tiver mais dificuldade -, a fim de elevá-los ao mesmo patamar dos outros. Daí a importância de ter um planejamento mensal com os horários de estudo e as matérias – para poder estabelecer de forma equilibrada o tempo de estudo e distribuição das disciplinas.

Todas_Materias

_____________________________________________________________________

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1: ”INSS: veja dicas de estudo e cuidados com o Cebraspe”

● Livro – Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos – à venda na Saraiva

_

qui 03 mar/2016