Vai começar o estudo para concursos? Veja por onde iniciar

009_Lia_Salgado_G1_24-11-2015Na coluna de vídeo desta semana, a especialista Lia Salgado responde a perguntas de internautas sobre como começar o estudo para concursos públicos. Lia também fala sobre a proposta que prevê a suspensão de concursos em 2016.

Tribunais de contas
O internauta Carlos Ótimo quer saber em qual grande área estão os concursos para tribunais de contas e quais seriam as disciplinas para o início do estudo básico.

Volta aos estudos
“Quero voltar a estudar para concursos. Penso em começar pelas disciplinas básicas: português, direito consitucional, direito administrativo e talvez informática e raciocínio lógico. Pretendo fazer concursos para tribunais, MPERJ, PGE, que envolvem essas matérias. Tenho 56 anos. Será que nunca é tarde? Devo iniciar por essas matérias?”, questiona a internauta Maria Inês.

Confira a matéria e assista ao vídeo clicando aqui

ter 24 nov/2015

É possível fazer concurso público em qualquer idade?

009_Lia_Salgado_G1_10-11-2015Na coluna de vídeo desta semana, a especialista Lia Salgado responde a perguntas de internautas sobre limite de idade para assumir cargos públicos. Lia também responde sobre o critério de escolha quando candidatos de diferentes idades disputam a mesma vaga.

Polícia Federal
Jonas Roberto da Silva tem 26 anos e sonha em ser agente da Polícia Federal. “Ainda não possuo formação em nível Superior. Eu gostaria de saber qual a idade limite para o cargo de agente federal? Até quantos anos de idade posso prestar a prova?”

Critério de escolha
“Eu sempre quis fazer concurso para a área fiscal, mas tive que adiar meu projeto. Agora gostaria de dar continuidade aos estudos, mas tenho receio de ser discriminada em razão da minha idade: estou com 51 anos e sou advogada, e sei que os aprovados são cada vez mais jovens. Esse meu temor é real?”, questiona a internauta Bruna Bueno.

Confira a matéria e assista ao vídeo clicando aqui

ter 10 nov/2015

Ainda não foi aprovado em um concurso público? Veja como não desanimar

009_Lia_Salgado_G1_03-11-2015A proximidade do fim do ano pode provocar alguma angústia nos candidatos que ainda não foram aprovados. A contabilidade do tempo de dedicação aos concursos, somada ao cansaço e à frustração pelas inúmeras dificuldades enfrentadas no decorrer da preparação, formam um conjunto perigoso de fatores, que podem fazer a desistência do projeto tornar-se uma opção sedutora.

Mas é importante lembrar que já há muito investimento em jogo e que não deve ser desperdiçado. Era sabido – ou deveria ser – que a aprovação não viria rapidamente. Abandonar tudo agora seria tornar sem sentido o que foi feito desde o início. Seguir adiante, por mais que ainda seja necessário muito empenho, é garantir o resultado final e a conquista da vaga.

Confira a matéria clicando aqui

_

ter 03 nov/2015