Erros Públicos 14

Conseguiu encontrar os erros de nosso último desafio?

Erros Públicos 13

Erros_Publicos_13_correcao

Correção:

Eu me formei há dez anos.

ou

Eu me formei dez anos atrás.

_____________________________________________________________________

E vamos ao Erros Públicos 14:

Erros_Publicos_14

Deixe sua resposta nos comentários!

Encontramo-nos na próxima semana para a correção.

 

qua 30 abr/2014

Aconteceu? Orlando Explica – 4ª Temporada – Programa 12

Mais um excelente vídeo estrelando o renomado professor de atualidades Orlando Stiebler e produzido pelo Canal dos Concursos.

qua 30 abr/2014

Lia Salgado no G1 – 29/04/2014

Tire dúvidas sobre convocação de aprovados em concursos públicos

G1 29-04-2014

Na coluna de vídeo desta semana, a especialista em concursos Lia Salgado responde perguntas dos internautas sobre dificuldades que os candidatos enfrentam após a aprovação em concursos públicos.

Entre os assuntos, Lia fala sobre direito de candidatos em concurso para cadastro de reserva e mudança de localidade para assumir a vaga.

Confira a matéria clicando aqui 

 

___________________________________________

ter 29 abr/2014

Teste Físico – Corpo de Bombeiros

bombeiros

Quem nunca ouviu falar nesta expressão “Heróis do Rio” referindo-se aos militares do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro?

Na condição de integrante desta briosa corporação me sinto lisonjeado, pois servir com o lema Vida Alheia e Riquezas Salvar exige muita dedicação e amor à farda.

Quando se fala em heróis, também nos vem à mente superpoderes, superhabilidades e principalmente um vigor físico invejável. Reafirmo neste texto que o CBMERJ possui os índices no teste físico de maior exigência no cenário nacional para ingresso na instituição, pois cobra os mesmos índices para ambos os sexos (femininos e masculinos), conforme quadro abaixo.

Elon2

Os candidatos ao cargo de combatente têm se manifestado muito contra os índices, através das redes sociais e e-mails, principalmente as candidatas, achando injusto a igualitariedade na cobrança. 

Levando em consideração um dos princípios básicos da educação física, princípio da individualidade biológica, não há como discordar das candidatas. Mas há uma linha de raciocínio na corporação, onde se entende que a função e as atividades serão exercidas de igual forma e para tanto, as mulheres, precisarão ter o mesmo nível de condicionamento.

Acrescido a esta polêmica, já existe jurisprudência no concurso da Polícia Federal, onde o poder judiciário interferiu no edital mudando o teste físico para o sexo feminino, saindo a execução de flexão e extensão de cotovelo na barra fixa (mínimo 1 repetição) para execução em contração isométrica na barra fixa (mínimo 10 segundos).

Contudo, ainda aposto no treinamento antecipado e específico que o levará à aprovação nesta fase, independente do tipo físico, sexo ou idade.

Siga as 10 dicas de sucesso para aprovação no TAF do CBMERJ:

1 – Leia o edital, para ter ciência da forma de execução dos testes exigidos;

2 – Procure um médico para atestar suas condições de ser submetido a esforço físico;

3 – Treine a partir da leitura deste artigo.

4 – Treine especificidade. Treinar em condições similares ao da prova, ou seja, numa pista de atletismo, em horário diurno e em grupo, faz a diferença.

5 – Não nutra pensamentos “sabotadores” como “não vou conseguir”, “é muito difícil”, “não tenho tempo para treinar”, etc. Estes pensamento lhe trarão sensações de desanimo e provavelmente impedirá de prosseguir rumo a vitória.

6 – Não crie metas mirabolantes. Inicie com uma caminhada de 30 minutos, o que lhe trará conforto e confiança. A procura de um profissional especializado é fundamental para evitar lesões e criar a estratégia certa para sua aprovação;

7 – Comprometa-se 100% em praticar atividade física, engaje no seu programa de treinamento, isso melhorará até mesmo a sua parte cognitiva, aumentando sua capacidade de concentração, de armazenamento de dados e vigor físico para ficar mais tempo estudando.

8 – Lembre-se, repouso (descanso) também é treino, seu corpo precisa se recuperar metabolicamente da depredação produzida no treino anterior.

9 – Não considere o mantra “No pain, no gain” (sem dor, sem ganho). Para atletas de alto nível, podemos até considerar em parte este mantra, mas para os concurseiros de quem não se exige uma performance muito apurada, a dor é um indicador de que algo de errado está acontecendo e o corpo está reclamando.

10 – Trabalhe seu psicológico, é fato que 50% dos candidatos se abatem mais pelo psicológico do que pela própria parte física. Comprovo diariamente isso com meus alunos nos treinos.

Forte abraço, bons treinos e te espero nas fileiras da corporação.

Elon JuniorElon Junior é subtenente do CBMERJ, Coach Físico para Concursos, palestrante e autor do livro “Preparação Física para Concursos

www.elonjunior.com.br

_

seg 28 abr/2014

Dicas de Filmes 13 – A Invenção de Hugo Cabret

Salve, Salve, Concurseiros!

Como foram de Páscoa? Separaram um pouco de chocolate para comerem assistindo ao filme de hoje?

hugicabret

A Invenção de Hugo Cabret

Sinopse: 

Passado em Paris, na década de 30, o filme conta a história do pequeno orfão, Hugo Cabret (Asa Butterfield). Após perder seu pai, o jovem passa a viver com seu tio alcoólatra, o qual é responsável pela manutenção do relógio da estação de trem. Hugo guarda consigo um robô deixado por seu pai e passa seus dias em busca de novas peças que consigam trazer o autômato à vida. Em uma dessas investidas o menino conhece Isabelle (Chloe Moretz), que por sua vez possui a peça fundamental para completar a missão de Hugo. E quando eles a inserem no robô, a aventura começa…

Indicado para:

Quem gosta de filmes com cara de obra de arte.

Vocês sabem o quanto eu aprecio estes filmes únicos – aqueles que não são possíveis de se classificar em apenas um gênero. Além de uma excelente história, emocionante e com muita aventura, esse longa metragem é impecável visualmente. Fica clara a intenção do diretor de reproduzir Paris de uma forma muito poética, a cidade luz (e esse conceito de ‘luz’ é levado ao pé da letra aqui) que inspira os artistas e apaixonados. Martin Scorsese, tão conhecido por seus filmes policiais e de máfia, aqui mostra um outro lado de seu inegável talento.

Ficha Técnica

Título Original: Martin Scorsese

Origem: EUA, 2011

Duração: 127 minutos

Direção:  Martin Scorsese

Roteiro:  John Logan (filme), Brian Selznick (livro)

Elenco: Asa Butterfield, Chloë Grace Moretz, Ben Kingsley, Sacha Baron Cohen e Jude Law

Pedro_MeloPedro Melo é produtor e cinéfilo.

sex 25 abr/2014

Servidora Pública – com Orgulho!

servidor_publico

Os concursos têm sido cada vez mais difíceis, é fato. Tanto a quantidade/variedade das disciplinas, quanto a abrangência e a profundidade dos conteúdos têm sido maiores.

Fazendo uma análise “histórica” dos concursos públicos, temos momentos bastante distintos. Antes de 1988, o acesso à administração pública se dava por meio de indicação. Ou era alguém influente ou amigo do amigo. Daí a expressão que se usava à época de “cabide de empregos”. Claro, quem entrava não era necessariamente competente e também não tinha o compromisso de realizar um bom trabalho. Queria tão somente usufruir o salário. Assim, não se tinha também muito orgulho em ser funcionário público. As pessoas sérias tinham até alguma vergonha.

Mesmo antes de 88, alguns órgãos realizavam concursos para contratação de seus funcionários. Não era difícil ser aprovado, porque não existia ainda a cultura do concurso. Havia um temor de que o processo não fosse sério, que servisse apenas para dar uma aparência de lisura a indicações previamente feitas. Poucas pessoas se candidatavam e o nível de exigência não era tão elevado. Eu mesma, aos 18 anos, prestei alguns concursos. Não estudei muito, apenas li algumas apostilas. Era muito nova e não tinha certeza de que queria mesmo aquilo, nem de que não seria um “jogo de cartas marcadas”. Fui aprovada em todos, alguns em melhor colocação, outros mais para o fim da fila. Está certo que tinha acabado de fazer vestibular, era jovem e estava com o cérebro bastante afiado.

Após a exigência constitucional (1988) de ingresso na carreira pública por meio de concurso, os funcionários antigos foram naturalmente sendo substituídos por concursados. Mas os concursos ainda eram relativamente simples. Tinham como objetivo exigir o grau de escolaridade necessário e separar os mais bem capacitados entre os candidatos. Cabia à Administração, posteriormente, a qualificação dos servidores, no dia a dia de trabalho. As funções não eram tão complexas e, portanto, bastava que o aprovado tivesse condições de aprender. Nessa época, conviviam funcionários que simplesmente “penduravam o paletó” e outros que chegavam com uma postura nova, mais comprometida. Uns contaminavam os outros e nem sempre, infelizmente, os melhores valores prevaleciam.

Com o passar dos anos, a Administração Pública foi-se sofisticando. O uso de novas tecnologias, a modernização dos procedimentos, a exigência da ética na realização das tarefas pelo agente público criaram a necessidade de concursos mais específicos. Por outro lado, o instituto concurso público foi ganhando credibilidade. As pessoas estudavam e conquistavam a vaga. Os salários cada vez mais atraentes, um mercado privado desencorajador e a perspectiva de segurança foram atraindo cada vez mais pessoas. Quase todo mundo hoje conhece alguém que se preparou e tornou-se um servidor público. Os concursos passaram a mover uma parcela significativa da economia, entre bancas examinadoras, cursos preparatórios e editoras especializadas, para falar o mínimo. Ganharam notoriedade na mídia e estão na “ordem do dia” todos os dias, ao lado das notícias de momento. A quantidade de candidatos a cada vaga é cada vez maior.

Em consequência, aconteceu um fato curioso: o Estado (lato sensu) descobriu que pode, além de escolher os mais capacitados, exigir que estejam plenamente qualificados para o exercício de sua função pública. Assim, os editais passaram a exigir conhecimentos profundos, específicos, relativos a cada cargo oferecido. Os interessados, obrigatoriamente, tiveram de profissionalizar seu estudo para dar conta do novo padrão de provas a ser enfrentado. Fazer concurso hoje é algo natural como cursar uma faculdade ou fazer uma pós-graduação. Faz parte do elenco de opções de ingresso no mundo produtivo. Projeto sério e de médio prazo, alternativa para adultos de qualquer idade.

Atualmente, ser servidor público é sinônimo de status no melhor sentido da palavra: é alguém que se empenhou e conquistou por mérito um trabalho de qualidade. Por tudo isso e cada dia mais, a administração pública vem-se transformando com a chegada periódica de gente bem preparada, com conhecimentos atualizados mas também, e principalmente, pelo ingresso de pessoas comprometidas, que percorreram uma árdua trajetória para conquistarem a sua vaga. Hoje, é com orgulho que preencho o campo “profissão”: servidora pública.

______________________________________________________________________

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1 : ”Carreira pública ou iniciativa privada? Veja dicas para escolher”

● Livro – Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos – à venda na Saraiva

qui 24 abr/2014

Erros Públicos 13

Conseguiu encontrar os erros de nosso último desafio?

Erros Públicos 12

Erros_Publicos_12_correcao

Correção:

Aceitamos apenas pagamento à vista.

_____________________________________________________________________

E vamos ao Erros Públicos 13:

Erros_Publicos_13Deixe sua resposta nos comentários!

Encontramo-nos na próxima semana para a correção.

qua 23 abr/2014

Nova Parceria – Orlando Stiebler (Atualidades)

Olá, concurseiros!

Vocês sabem que estou sempre em busca de novos parceiros para escreverem aqui no blog, certo?! Também sabem que sou muito exigente com o conteúdo postado aqui. Seleciono o material minunciosamente pois sei que tempo é algo muito valioso para quem está se preparando para os concursos públicos.

Pois bem, no início desse mês quando estava realizando uma palestra para alguns concurseiros iniciantes, ‘esbarrei’ com o Orlando Stiebler. Após a minha palestra, fiquei para assistir a dele. Me impressionei com a facilidade dele se comunicar. Além de conseguir passar o conteúdo de forma extremamente clara, ele ainda prendia a atenção do público com seu jeito extrovertido. Pensei na hora: preciso desse cara no meu blog! Foi então que eu e meu editor o convidamos para participar da nossa ‘seleção’ de especialistas. Para nossa felicidade (e de vocês mais ainda) ele aceitou prontamente.

O Orlando vai postar colunas mensais com o conteúdo de Atualidades e, mais ainda, sobre como estudar a matéria.

Além disso, semanalmente será postado aqui a série de vídeos “Aconteceu? Orlando explica”, um material de primeira qualidade, informativo e divertido – tudo que um concurseiro precisa para aliviar um pouco – produzido pelo Canal dos Concursos.

Confiram o vídeo da semana:

qua 23 abr/2014

Lia Salgado no G1 – 15/04/2014

Carreira pública ou iniciativa privada? Veja dicas para escolher

G1 22-04-2014

Carreira pública ou iniciativa privada. Como torcedores de times rivais, muitas pessoas defendem o emprego público como a melhor alternativa profissional, enquanto outros atacam ferozmente essa escolha, que entendem como fruto de acomodação, resultando em exploração da sociedade. Afinal, com quem está a razão?

Confira a matéria clicando aqui 

 

 

___________________________________________

ter 22 abr/2014

A Falta de Atenção e Concentração

what_is_systems_thinkingInimigas de qualquer pessoa que deseja ser produtiva e eficiente, as faltas de concentração e atenção são os pesadelos de quase todos os concurseiros. Quando se preparam para concorrer a uma vaga no serviço público, pelo menos 90% dos concursandos sabem o quanto tais faltas atrapalham o seu desempenho. Mas muitos acham que atenção e concentração são as mesmas coisas.

Você sabe qual é a diferença entre atenção e concentração? Saber a diferença é importante para que os exercícios de correção do problema sejam compatíveis com a situação que se quer corrigir.

A falta de atenção é quando não se consegue perceber detalhes, então algumas nuances da informação passam desapercebidas. Já a falta de concentração é quando durante em um mínimo de tempo, seu pensamento viaja para outras situações que nada tem a ver com o que você esta fazendo, mais comumente acontece com interferências de outros pensamentos no momento dos estudos.

Alguns se queixam de falta de atenção, outros de concentração e muitos acreditam que atenção e concentração são a mesma coisa. Você pode até não saber a diferença entre uma coisa e outra, mas com certeza deve conhecer a sensação de “ausência momentânea”, que faz surgir pensamento do tipo: “não me lembro de ter ouvido o professor falar sobre isso”, ou, ainda, enquanto estuda, percebe que seu pensamento viaja para bem longe do assunto no qual deveria prestar atenção. Parece que uma força estranha e invisível seqüestra sua mente no momento em que você mais precisa dela.

No dicionário Aurélio, entre outras definições, encontramos o fenômeno da atenção definido como “aplicação cuidadosa da mente a alguma coisa” e concentração como “aplicação da atenção da mente de modo interno e exclusivo”. Segundo o psicólogo e neuropsiquiatria russo Alexander Romanovich Luria, que estudou as relações entre o sistema nervoso e o comportamento humano, a concentração é a condição responsável por extrair os elementos essenciais para a atividade mental a que se vincula a seletividade do processo mental. A atenção funciona como filtro da percepção. Ela é uma função cognitiva básica. Quando está comprometida, todas as outras funções decorrentes dela funcionam precariamente. Um bom exemplo é o que ocorre com a memória. A falta de atenção e concentração tem um efeito direto sobre a capacidade de lembrar.

É importante mencionar que existe a falta de atenção e concentração em função de alguns transtornos neurológicos. A desatenção e a desconcentração também podem ser geradas por um nível alto de ansiedade. Nesse caso, entre outras coisas, o exercício de relaxamento pode auxiliar bastante. O relaxamento é uma prática psicossomática que ajuda a aliviar as tensões físicas e a adquirir equilíbrio mental. Para ajudar a desenvolver a capacidade de concentração e atenção, pode-se usar os exercícios descritos no livro Turbine seu Cérebro – 4a. Edição – Editora Método, de minha autoria.

Para a atenção, você também pode adotar exercícios como os jogos de 7 erros, além de desenvolver o hábito de observar os detalhes em fotos, lugares etc. Todos esses exercícios não lhe exigem muito tempo para a execução, apenas devem ter continuidade.

Por mais estranho que possa parecer, é possível ter concentração sem atenção e vice versa.

Em situações comuns, para promover estimulação nas áreas do cérebro (córtex pré-frontal e parietal), envolvidas na tarefa da atenção e concentração, os exercícios são muito importantes. Além disso, devemos evitar a tendência à superficialidade, muito comum atualmente sob a justificativa de não se perder tempo. Corrigindo essas deficiências, seu desempenho na aprendizagem e memorização será infinitamente melhor.

Como no treinamento de um atleta que participa de uma competição, entendemos que o concursando também necessita de um preparo (fitness mental), inclusive emocional, já que terá de aprender a lidar com a pressão de concorrer com milhares de “atletas” disputando a mesma vaga.

Podem ser adotados vários exercícios de variadas metodologias, com a finalidade de corrigir as diversas dificuldades cognitivas (desatenção, desconcentração, falta de memória, falta de percepção etc.).

Você pode pensar que existem obstáculos entre você e o seu objetivo. Essa idéia pode imobilizá-lo fazendo com que você nem tente alcançá-lo, ou você pode pensar que existem desafios entre você e o seu objetivo e desse modo aumentar os seus recursos, sua vontade de superação. A simples conotação que uma palavra tem para você é o suficiente para impedi-lo ou impulsiona-lo. Portanto, a linguagem influencia o seu sistema nervoso e, conseqüentemente, afeta a sua reação. Pensar é usar os sentidos internamente. Já que o que você diz é um reflexo do que você pensa, dependendo das palavras que você habitualmente utiliza, sem saber, você pode estar se sabotando.

Então, aproveite e “boas práticas”.

Design_Thinking_Bootcamp

_____________________________________________________________________________

Nanci

Nanci Azevedo Cavaco é sócia fundadora da Academia do Cérebro, que tem como missão melhorar a performance do indivíduo de forma cognitiva e emocional para alcançar melhores resultados e vencer desafios. Neurocientista com especialização em memória, aprendizagem e TDAH (Neuroaprendizagem); Palestrante na área da Inteligência, aprendizagem cognitiva e emocional; Training e coach em Programação Neurolinguística (PNL); Escritora de diversos artigos e livros da Editora Ferreira (Aumente sua Inteligência e Consumismo é coisa de sua cabeça; e da Editora Método (Turbine seu Cérebro – 4a. edição); Psicopedagoga e Psicanalista.

ter 22 abr/2014

Erros Públicos 12

Conseguiu encontrar os erros de nosso último desafio?

Erros Públicos 11

Erros_Publicos_11_correcao

Correção:

Área reservada para pessoa com deficiência, em cadeira de rodas ou acompanhada de cão-guia.

_____________________________________________________________________

E vamos ao Erros Públicos 11:

Erros_Publicos_12Deixe sua resposta nos comentários!

Encontramo-nos na próxima semana para a correção.

 

qua 16 abr/2014

Lia Salgado no G1 – 15/04/2014

Saiba como se preparar quando o edital do concurso já foi publicado

G1 15-04-2014

Nos primeiros três meses deste ano já tivemos concurso para Banco do Brasil, Caixa Econômica, Polícia Federal e Ministério da Fazenda, com prova em 27 de abril, somente para citar alguns dos concursos de nível médio. Além disso, as notícias sobre o concurso dos Correios estão esquentando.

No mesmo período, ainda foram publicados os editais de concurso da Receita Federal,Prefeitura de São Paulo (ambos da área fiscal) e Petrobras. Na semana passada, foram autorizadas 600 vagas para agente da Polícia Federal, cujo edital deve ser publicado em até seis meses, ou seja até setembro deste ano.

Com tantos e tão bons concursos saindo, é muito importante o candidato saber o que fazer a cada novo edital publicado, para não ficar tentando agarrar todas as oportunidades e, no fim das contas, deixá-las todas escaparem.

Confira a matéria clicando aqui 

___________________________________________

ter 15 abr/2014

Dicas de Filmes 11 – Antes de Partir

Salve, Salve, Concurseiros!

Vamos dar uma relaxada essa semana?

Antes de Partir

Antes de Partir

Sinopse: 

O que um sábio mecânico e um milionário arrogante poderiam tem em comum para criarem uma amizade? Câncer terminal é a resposta. Os dois se conhecem em um hospital e, apesar de possuírem personalidades completamente diferentes, tornam-se amigos. É aí que resolvem fazer uma lista com as coisa que cada um gostaria de fazer antes de morrer. Então, patrocinados pelo milionário, eles saem pelo mundo para tentar executar suas listas. Alguns exemplos das tarefas: pular de paraquedas, participar de uma corrida de carros, visitar as pirâmides do Egito…

Indicado para:

Quem quer relaxar e se emocionar ao mesmo tempo.

Sabe aquela coisa que você sempre quis fazer mas nunca encontra tempo ou energia para realizar? E de repente, você se dá conta que a vida está passando e seus sonhos estão ficando pra trás… É sobre isso que fala esse filme. Sobre saber também viver o agora e dedicar uma parte da vida a realizar seus desejos. A dupla Jack Nicholson e Morgan Freeman se une em duas atuações perfeitas e com uma sintonia que apenas esses dois ‘monstros’ de Holywood poderiam apresentar. Apesar de ser muito divertido e proporcionar uma boa quantidade de risadas, o desfio ao assistir o filme é chegar ao final sem derramar ao menos uma lágrima.

Ficha Técnica

Título Original: The Bucket List

Origem: EUA, 2007

Duração: 97 minutos

Direção:  Rob Reiner

Elenco: Jack Nicholson, Morgan Freeman, Sean Hayes

Pedro_MeloPedro Melo é produtor e cinéfilo.

_

sex 11 abr/2014

Uma, duas, três lições para os concurseiros

atalhoSabemos que só não passa em concurso quem desiste. Mas existem atitudes que atrasam muito a aprovação. O concurseiro iniciante é inexperiente e ansioso e, por isso, incorre em alguns erros que tornam a caminhada mais difícil do que o necessário. Eu mesma cometi quase todos esses erros, como uma concurseira típica, e gostaria de comentá-los para que você evite essas “curvas do caminho”, bastante dispensáveis.

Quando você começa a estudar, entra no fim de uma fila. Mantendo-se estudando, estará progredindo na fila: quem está na sua frente –começou há mais tempo e, provavelmente, tem mais conhecimento- deve ser aprovado nos próximos concursos e sairá da fila (enquanto você segue estudando); outros podem desistir, infelizmente para eles, e também sairão da fila. Isto significa que basta seguir estudando e chegará a hora em que não haverá ninguém entre você e a sua vaga.

Lição número 1: continue estudando, haja o que houver.

Há momentos em que, por interferências externas (doença, problemas inadiáveis a resolver) ou internas mesmo (desânimo, falta de confiança), reduzimos o ritmo de estudo e aprendizado. É normal. Ainda assim, mesmo caminhando mais lentamente, siga na estrada e estará se aproximando da vaga. Ao contrário, se parar completamente e sair da fila, o tempo passará e você não vai conquistar o que desejava: ótimo salário, estabilidade, qualidade de vida e tudo o que daí decorre.

Mas, há que se tomar o cuidado de não ficar “trocando de fila”. Veja o exemplo: candidato estuda para o IBAMA, que exige muitas matérias específicas, e é reprovado; decide, então, se preparar para o concurso do BACEN e também não consegue aprovação; aí, inicia os estudos para a área de polícia. Isso seria ir praticamente para o fim da fila a cada novo concurso, sem aproveitar o conhecimento anterior, porque as matérias são muito diferentes.

Lição número 2: é mais proveitoso escolher uma área de concursos e nela se manter.

Eu, por exemplo, escolhi a área fiscal. Pode ser polícia, bancos, tribunais ou outra qualquer. Existem várias matérias comuns aos concursos da mesma área. Então, é mais interessante sedimentar o núcleo de matérias básicas e deixar as específicas para um momento mais próximo da publicação do edital. Assim, você estará se preparando para vários concursos ao mesmo tempo e, mesmo que seja reprovado alguma vez, o conhecimento adquirido servirá de patamar para o concurso seguinte –da mesma área. A cada novo edital, será necessário estudar apenas poucas matérias específicas (normalmente de uma a três), porque o conteúdo básico já estará sedimentado –bastará trabalhar na sua manutenção. Essa é uma grande vantagem em relação àqueles que estão sempre “entrando no fim da fila”: fazem um esforço enorme, estudam muito, mas não aproveitam o conhecimento adquirido a seu favor.

No parágrafo anterior eu falei “mesmo que seja reprovado alguma vez” e você deve ter se horrorizado. Bobagem! Eu fui reprovada três vezes até ser aprovada em 5º. lugar como Fiscal de Rendas. Confesso que, na época, não foi simples assim e a terceira reprovação foi tão dolorosa que motivou a minha desistência. É, eu também desisti por uns meses… Aconteceu que na terceira vez eu tinha “certeza” de que iria passar – mas eram 30 vagas e eu fiquei em 44º. lugar. A decepção foi tão grande que achei que jamais passaria em qualquer concurso, já que não conhecia ninguém com tantos problemas naquela empreitada (4 filhos, falta de dinheiro, dificuldades em Contabilidade, entre outros) e achava que não haveria como concorrer com as outras pessoas. Não conhecia a história da “fila”.

Lição número 3: alguma reprovação faz parte do negócio e, mesmo os que passaram em 1º. lugar, podem ter sido reprovados em concursos anteriores.

A reprovação não significa fracasso, como normalmente pensamos, mas apenas uma etapa da trajetória. Há passos necessários para conquistarmos o sucesso. Fracasso é ficar em casa reclamando da vida e colocando a culpa nos outros; é não lutar. Concurseiro já merece parabéns, só pela coragem de estar na batalha. E vai conquistar o merecido prêmio -é só uma questão de tempo!

Caminho

______________________________________________________________________

 

Links

● Facebook

● Twitter: @liasalgado_

● Coluna da semana no G1 (em vídeo) : ”Tire dúvidas sobre comprovação de escolaridade exigida em concursos”

● Livro – Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos – à venda na Saraiva

 

qui 10 abr/2014

Erros Públicos 11

Conseguiu encontrar os erros de nosso último desafio?

Erros Públicos 10

Erros_Publicos_10_correcao

Correção:

A cada 1 minuto, 4 coisas são vendidas.

_____________________________________________________________________

E vamos ao Erros Públicos 11:

Erros_Publicos_11Deixe sua resposta nos comentários!

Encontramo-nos na próxima semana para a correção.

 

qua 09 abr/2014